quarta-feira, 30 de maio de 2012 às 23:23 | 2 milhões de comentários


"NÃO DEIXE O SEU PASSADO IMPOR QUEM VOCÊ É, MAS DEIXE ELE FAZER PARTE DE QUEM VOCÊ VAI SE TORNAR"


AMIGOS VERDADEIROS



Pítias, condenado à morte pelo tirano Dionísio, passava na prisão os seus últimos dias. Dizia não temer a morte, mas, como explicar que seus olhos se enchessem de lágrimas ao ver o caminho que se abria diante das grades da prisão? Sim, era a dura lembrança dos velhos pais! Era ele o arrimo e o consolo deles. Não mais suportando, um dia Pítias disse ao tirano:

- Permita-me ir à casa abraçar meus pais e resolver meus negócios. Estarei de volta em quatro dias, sem acrescentar nem uma hora a mais.
- Como posso acreditar na sua promessa? Os caminhos são desertos. O que você quer mesmo é fugir - respondeu Dionísio, irônica e zombeteiramente.
- Senhor, é preciso que eu vá. Meus pais estão velhinhos e só contam comigo para se defenderem - insistiu Pítias com o olhar nublado de lágrimas.

Vendo que o tirano se mantinha irredutível, Damon, jovem e amigo de Pítias, interveio propondo:

- Conceda a licença que meu amigo pede; conheço seus pais e sei que carecem da ajuda do filho. Deixe-o partir e garanto sua volta dentro dos dias previstos, sem faltar uma hora, para lhe entregar a cabeça.

A resposta foi um não categórico. Compreendendo o sofrimento do amigo, Damon propôs ficar na prisão em lugar de Pítias e morreria no lugar dele se necessário fosse. O tirano, surpreendido, aceitou a proposta e depois de um prolongado abraço no amigo, Pítias partiu.

O dia marcado para sua execução amanheceu ensolarado. As horas passavam céleres e a guarda já se mostrava inquieta. Entretanto, Damon procurava restabelecer a calma, garantindo que o amigo chegaria em tempo.

Finalmente chegara a hora da execução. Os guardas tiraram os grilhões dos pés de Damon e o conduziram à praça, onde a multidão acompanhava em silêncio a cada um dos seus passos.

Subiu, então, ao cadafalso. Uma estranha agitação levou a multidão a prorromper em gritos. Era Pítias que chegava exausto e quase sem fôlego. Porém, rompendo a multidão, galgou os degraus do cadafalso, onde, abraçando o amigo, entregou-se ao carrasco sem o menor pavor.

Os soluços da multidão comovida chegaram aos ouvidos do tirano. Este, pondo-se de pé em sua tribuna, para melhor se convencer da cena que acabava de acontecer na praça, levantou as mãos e bradou com firmeza:

- Parem imediatamente com a execução! Esses dois jovens são dignos do amor dos homens de bem, porque sabem o quanto significa uma amizade.







O URSO DÁ CONSELHOS



No tempo em que havia ursos a rondar os povoados, também havia homens que lhes davam caça com a ajuda de lanças e flechas, porque as espingardas ainda não tinham sido inventadas.

Dois amigos acertaram em ir à caça a um grande urso, que andava a assustar os rebanhos. Foram para o mato e ambos prometeram um ao outro que mal vissem o urso o cercariam, um pela frente, outro por trás, porque nisto de ursos brutamontes duas lanças valem mais do que uma.

Nisto, apareceu o urso. Um dos amigos, esquecido do prometido, logo marinhou por uma árvore acima, deixando o companheiro sem ajuda.

O que ficara em terra quase desmaiou de susto. Desmaio, não desmaio... pelo sim pelo não, lançou-se ao comprido para o meio do chão, onde se deixou ficar, muito quietinho. Ouvira uma vez dizer que os ursos se agoniavam com a carne morta. Fazer de conta que tinha morrido talvez resultasse.

O urso mirou-o, virou-o com as patonas, cheirou-o dos pés à cabeça, com especial predilecção pelos ouvidos, e, depois, sem lhe fazer um arranhão sequer, deixou-o em paz. Abalou.

O caçador de ursos, por pouco caçado, ainda se deixou ficar quieto mais um tempo, até o amigo saltar da árvore e vir ter com ele.

– Não ganhámos para o susto – disse-lhe o amigo, limpando da testa o suor do medo.
– Eu ganhei – retorquiu o caçador, levantando-se do chão.

O outro estranhou:

– O que é que ganhaste?
– Um conselho do urso – disse.
– O quê? O urso falou-te.
– Pois falou. Não o viste segredar-me ao ouvido?
– De fato, ele esteve que tempos com o focinho encostado à tua orelha. E o que é que ele te disse?
– Disse-me que, daqui para diante, em ocasiões de perigo, não me ficasse mais nas promessas de ajuda dos companheiros de caçada.
– Ele disse isso? Garantes?
– Garanto. Até acrescentou que mais valia caçar sozinho do que na companhia de poltrões.

E, dizendo isto, o caçador pegou na lança e avançou pelo caminho do mato. O companheiro, que saltara da árvore, seguiu-lhe os passos, muito enfiado e arrependido.






AS PESSOAS MAIS INTELIGENTEMENTE BURRAS DA TERRA - ARMAS DE FOGO


SEXO SELVAGEM



Uma velhinha vai ao médico e pede para que a ajude e reviver o apetite sexual de seu marido.

- Que tal se tentarmos o Viagra? - lhe diz o médico.
- Não tem jeito doutor, - diz a anciã - meu marido não toma nem aspirina para dor de cabeça.
- Não tem problemas! - diz o médico - Misture o Viagra no sanduíche sem que ele saiba. Volte em uma semana e me conte como foi.

Na semana seguinte volta a velhinha ao médico e lhe diz...

- Aí doutor... FOI HORRRRIÍÍÍÍÍÍVEL... FOI HORRRRIÍÍÍÍÍÍVEL!!!
- Mas o que aconteceu??? - pergunta o médico - A Sra. seguiu minhas instruções ao pé da letra???
- Sim doutor! - diz a velhinha. Misturei o Viagra no sanduíche sem que ele soubesse e o efeito foi imediato. Ele levantou-se da cadeira, jogou tudo o que estava sobre a mesa no chão, arrancou toda a minha roupa e fizemos amor de forma apaixonada. Foi HORRRRÍÍÍÍÍVEL, doutor! Foi HORRRRÍÍÍÍÍVEL!
- Mas por que foi horrível? - pergunta o médico - O sexo não foi bom?
- Não doutor! - responde a velhinha - Foi o melhor sexo que tivemos em 25 anos, mas acho que não vou ter cara para entrar no Mac Donald's nunca mais...







BUS PAPER CRAFTS


ASHOK LEYLAND TITAN - MUMBAI CITY



THOMAS VISTA SCHOOL BUS



NEW YORK CITY BUS - NEY FLYER



SHERIFF'S BUS - COOK COUNTY




PROPAGANDA ENGANOSA



HITLER SE IRRITA COM COLHEITA FELIZ











CLIQUE AQUI PARA JOGAR!












Dead Reckoning Halcyon Revelation é um jogo de aventura de clicar e apontar... muito assustador e sangrento. Você acorda machucado em um local sombrio e deverá encontrar itens e pistas para sair do local.

Como jogar:

Use o mouse para jogar, pegando os itens e pistas e desvendando os secredos do jogo.

FOTOS

Boa, campeão!


S2


Colar é uma arte.


Hora da soneca.






TUTORIAL - COMO TROLLAR SUA AULA!



NUNCA TENTE TIRAR O BACON DE UM GORDINHO




Não sei da onde esse vídeo foi tirado, mas pelo que deu para entender... parece ser um tipo de Super Nanny da reeducação alimentar. Ela vai se livrando de toda a Junk Food da geladeira e tudo vai indo bem... até que ela resolve se livrar do bacon... aí ela foi longe demais.








RESIDENT EVIL ZERO


Um trem de viagem luxuoso, o Ecliptic Express, está atravessando a floresta de Racoon City, na noite do dia 23 de julho de 1998. Mas a viagem que tinha tudo para ser tranquila é interrompida pelo ataque de milhares de sanguessugas que matam todos ali presentes. Do alto de uma montanha, um homem assiste ao genocídio aparentando gostar do que vê.

Duas horas mais tarde, o helicóptero do time bravo da S.T.A.R.S. está sobrevoando a região para investigar os diversos casos de assassinato beirando canibalismo nos arredores de Racoon City, mas uma pane no motor obriga o piloto a fazer uma aterrissagem de emergência no meio da floresta. Com exceção do piloto, o grupo sai do helicóptero e inicia uma varredura no perímetro. Rebecca Chambers (médica da equipe) encontra um comboio capotado entre a vegetação. Os policiais estão mortos e o prisioneiro que estava sendo levado por eles desapareceu. Billy Coen foi condenado à morte pelo assassinato de 23 pessoas.

O passado de Billy e os assassinatos que estão acontecendo o tornam o principal suspeito. A equipe se separa para procurar Billy e Rebecca acaba achando o ecliptic express aparentemente vazio. Ela não sabe, mas ao entrar no trem estará dando início a um pesadelo mortal. A história do jogo tem o objetivo de explicar como a série Resident Evil começou. A fundação da Corporação Umbrella; como a Mansão Spencer foi infectada; quem fundou a Umbrella; a origem do vírus que causou tanta destruição; quem era o homem que assistia o ataque ao trem; por que o trem foi atacado e etc.



Modo de Instalação:

O jogo roda através de um processo de emulação. Basta seguir estes procedimentos que rodará normalmente, desde que seu computador esteja dentro das configurações mínimas.

Como jogar:

- Abra a pasta Dolphin;
- Execulte DolphinWx.exe;
- Vá em Browse e selecione a pasta do jogo;
- A informação de Disc 1 e Disc 2 aparecerão na tela do emulador;
- Configure as opções de Áudio, Vídeo e Controles de acordo com sua preferência e em seguida basta clicar em Play.










COMO DESCOBRIR QUAL SEU TIPO APENAS PELO SEU CALÇADO










CAPITÃO AMÉRICA: O SENTINELA DA LIBERDADE - PARTE 2


Origem: em 1941, a Segunda Guerra Mundial parecia distante dos Estados Unidos, mas era questão de tempo para o país assumir uma posição no conflito. Foi o ambiente ideal para Jack Kirby e Joe Simon criarem o Capitão América, um super-herói que se tornou um símbolo dos ideais americanos (na época, valia tudo para atrair a atenção do público, até desenhar na capa de Captain America 1 o herói esmurrando Hitler, o que não acontece na história).

Em sua história de estreia, Steve Rogers é um jovem rejeitado pelo alistamento militar por causa de sua saúde frágil. Mas ele acaba selecionado para o Programa Renascimento, um projeto secreto do governo dos EUA para criar o supersoldado. A experiência é um sucesso, mas o doutor Erskine, o único que conhecia a fórmula do soro do supersoldado, é assassinado por um espião. Sem ter como repetir a experiência, o governo decide usar Rogers com um agente especial, capaz de enfrentar o inimigo e inspirar as tropas. Durante a Guerra, o Capitão América foi um campeão de vendas, mas, com o final do conflito, o público se desinteressou e o herói deixou de ser publicado na década de 1950. Mas ele não ficaria muito tempo longe dos gibis, retornando em 1964, quando os Vingadores o encontraram num bloco de gelo.

A história mostra que, ao final da Guerra, o Capitão América caiu nas águas do Ártico e permaneceu congelado por décadas, em estado de animação suspensa. Sem ter para onde ir, o velho soldado aceitou o convite do grupo para se tornar um Vingador e, com sua experiência em combate, acabou nomeado lider.

Observação: cinco outros homens já foram o Capitão América, quando Steve Rogers esteve ausente: Wilian Naslund, Jeff Mace, William Burnside, John Walker e Bucky Barnes.



Poderes: depois de passar pelo Projeto Renascimento, Rogers atingiu o limite do condicionamento físico humano. Sua força, velocidade e resistência chegaram a níveis maiores do que os melhores atletas olímpicos. E com o treinamento militar, a técnica de luta e as habilidades acrobáticas, o Capitão América é um oponente casca-grossa no combate corpo a corpo.

Escudo: marca registrada do herói, seu escudo foi forjado com uma liga de aço e vibranium, um metal raro, capaz de absorver impactos. Virtualmente indestrutível, pode ser usado tanto como proteção quanto arma de ataque, ao ser lançado. Steve Rogers levou anos para desenvolver a incrível habilidade de fazer o escudo ricochetear para acertar seu alvo, tornando seus ataques absolutamente imprevisíveis.

Observação: o primeiro escudo do Capitão América era feito de um metal meio triangular - como foi mostrado no recente filme do herói.


AMORES:

PEGGY CARTER (1966): uma das primeiras namoradas do herói, Peggy era uma agente americana que trabalhava junto à Resistência na Fraça e chegou a participar de algumas missões com o Capitão América. Mas o namoro não foi adiante.

SHARON CARTER (1966): sobrinha de Peggy, Sharon conheceu Rogers após ele ser encontrado pelos Vingadores. A jovem era agente da Shield, a organização internacional de luta contra o terrorismo chefiada por Nick Fury. Com o namorado, ela viveu muitas missões, até ser dada como morta. mas, recentemente, Sharon reapareceu e reatou seu relacionamento com Steve.

CASCAVEL (1985): a vida amorosa do Capitão América não é feita só de heroínas. Durante alguns anos, ele namorou Rachel Leighton, a vilã Cascavel. Enquanto ficaram juntos, a beldade passou para o lado dos mocinhos, mas a convivência com o certinho Steve foi demais para Rachel, que terminou a relação e voltou ao mundo do crime.

Observação: em 2007, o Capitão América foi morto por Sharon Carter mentalmente controlada pelo Caveira Vermelha. Mas como ninguém fica no além nos gibis, em 2010 o heróis voltou.


INIMIGOS:

CAVEIRA VERMELHA (1940): o cruel Johann Schmidt foi escolhido pelo próprio Adolf Hitler para se tornar o Caveira Vermelha, um agente que virou um símbolo do regime nazista. Não foi à toa que ele e o Capitão América se tornaram inimigos e, com o retorno do herói em 1966, os roteiristas deram um jeito de trazer o vilão de volta. O Caveira já foi dado como morto diversas vezes, mas sempre faz um bate-volta no além para atormentar seu odiado rival.

HIDRA (1965): criada por antigos aliados de Hitler, a Hidra é uma organização internacional que até hoje carrega os antigos sonhos nazistas de conquista e dominação mundial. Atualmente, tem diversas ligações com o crime organizado e grupos terroristas.

BARÃO ZEMO (1964): o sádico Barão Heinrich Zemo foi um dos principais cientistas da Alemanha nazista e desenvolveu várias armas para as forças do Eixo. Num confronto contra o Capitão América, teve se rosto colado permanentemente a um capuz que usava. O acidente enlouqueceu Heinrich, que passou a buscar vingança contra o herói. O vilão morreu num confronto com o Capitão América, mas, anos depois, seu filho Helmut seguiu os passos do pai.

OSSOS CRUZADOS (1989): líder de gangues na adolescência, Brock Rumlow se tornou um mercenário de fama internacional. Em um missão, conheceu o Caveira Vermelha e se tornou um seguidor dos ideais nazistas. A partir dai, passou a ser conhecido como Ossos Cruzados.

Observação: no filme do Capitão América de 1990, os roteiristas mudaram a nacionalidade do Caveira Vermelha de alemão para italiano! Os fãs detestaram!


Matinê: as matinês, ou serials, eram seriados curtos de aventuras que os cinemas exibiam antes dos filmes de sucesso. Em 1944, o Capitão América ganhou o dele! Com 15 capítulos, Captain America tinha uma trama sem relação alguma com os gibis: a identidade secreta do herói era o promotor Grant Gardner, que combatia um vilão genérico chamado Escaravelho.


COADJUVANTE:

BUCKY (1941): nos anos 40, o Capitão América foi mais um herói que ganhou um parceiro mirim. James Buchanan Barnes, o Bucky, era um órfão que fez dupla com o herói. Por décadas, se pensou que ele morrera no acidente que congelou Steve Rogers. Mas, em 2005, Bucky voltou como o Soldado Invernal, um assassino sem memória controlado por soviéticos. O cara mandou tão bem que, nos últimos anos, assumiu o posto do Capitão América por algum tempo.


Filmes: dirigido por Joe Johnston, Capitão América - O Primeiro Vingador foi lançado em 2011, com a origem do herói e suas primeiras missões na Guerra. Para interpretar o Steve Rogers franzino pré-Projeto Renascimento, foram usados efeitos digitais que deram ao musculoso Chris Evans a aparência de um homem de 45 quilos. Diferentemente dos gibis, Bucky deixou de ser um garoto e se transformou num amigo que é quase um irmão mais velho de Steve.

Observação: em 1979, o Capitão América ganhou dois péssimos filmes para a televisão. Outra experiência frustrada foi o longa-metragem de 1990, uma pérola do cinema trash.


Animações: o herói estreou na telinha em 1966, numa animação bem tosca (vale fuçar no Youtube). Já em 2009, na série Esquadrão de Heróis, uma sátira infanto-juvenil ao Universo Marvel, o Capitão América pensa que Roosevelt ainda é o presidente dos Estados Unidos e se assusta com invenções simples, como o Karaokê.


Games: lançado pela Sega para diversas plataformas, Captain America - Super Soldier é um jogo em terceira pessoa, baseado no filme de 2011. Na trama, o herói deve completar uma série de missões na Europa contra o Caveira Vermelha e a Hidra. O game contou com as vozes de parte do elenco do longa-metragem, como Chris Evans, Hayley Atwell (Peggy Carter) e Sebastian Stan (Bucky).


Histórias Imperdíveis:

Capitão América Entra para... Os Vingadores! (Captain America Joins... The Avengers!) - 1964
A Criação Do Cubo Cósmico (He Who Holds The Cosmic Cube!) - 1966
Capitão América Nunca Mais! (Captain America No More!) - 1987
Soldado Invernal (Winter Soldier) - 2005











VIDEO GAMES - O DICIONÁRIO DE a A z


Há tempos que os video games deixaram ser uma mera brincadeira de criança para se tornar a maior indústria do entretenimento da atualidade, deixando para trás a música e o cinema. Além de movimentar bilhões de dólares por ano, o setor também criou uma cultura própria, com direito a vocabulário de termos técnicos e nomes populares dedicado a ela.

Considerando que o volume de informações é absurdamente grande, as explicações se limitam a uma breve descrição sobre cada nome, o suficiente apenas para você saber do que se trata na próxima vez que alguém o usar. Confira!


AAA (títulos AAA): termo popular que conota os games com alto valor investido na produção e publicidade. Geralmente é atribuído a sequências de franquias populares, como Call of Duty, Zelda e Halo.

Action RPG: gênero em que as características de um RPG tradicional (atributos de personagem, inventário, exploração) são implementadas em um game de ação rápida. Diferencia-se de um RPG “puro” por não ser baseado em turnos. Exemplo: Diablo, Neverwinter Nights.

Adventure: gênero de jogo caracterizado por uma trama geralmente linear e jogabilidade orientada a superação de obstáculos no cenário, além do fato de ser dividido por fases (ou níveis). Exemplos: Mario, Sonic, Crash Bandicoot e Donkey Kong.

Advergame: estratégia de marketing que faz o uso de games como veículo de divulgação de uma determinada marca. É mais utilizada em jogos simples que são acessados em sites e rodam diretamente do navegador.

Alpha Version: versões de testes preliminares de games e outros softwares. Diferente das versões Beta, “Alpha Releases” têm apenas os requisitos mínimos para que possa ser executado, com a sua funcionalidade principal ainda incompleta.

Arcade: console de video game montado em um gabinete grande que inclui o monitor e sistema de som, quase sempre, mantidos em estabelecimentos comerciais. O termo também é usado para definir jogos de consoles domésticos que tem a jogabilidade igualmente curta e rápida.

Atari: primeira empresa de video games a comercializar consoles de consoles caseiros, em um tempo em que só existiam as máquinas de arcade (fliperama). Deixou de produzir consoles em 1984, depois do “Video Game Crash” de 1983.

Atari 2600: console produzido pela Atari Corporation lançado em 1977. É conhecido como o primeiro a usar o conceito de jogos carregados em cartuchos, permitindo que a mesma máquina possa rodar vários títulos diferentes, além de conceituar o primeiro controle de propósito genérico: o joystick.

Beta: nome dado à versão de pré-lançamento de um jogo ou qualquer outro software. Muitas empresas permitem que o público tenha acesso a versões Beta, dando aos usuários a oportunidade de testar e opinar sobre o produto não finalizado.

Blu-ray: mídia de armazenamento de dados em disco ótico. É considerado o sucessor do CD e do DVD, com até 50 GB de espaço. É usado como mídia primária para os jogos do PlayStation 3.

Bravia Sync: tecnologia usada pela Sony que permite a interoperabilidade entre vários dispositivos diferentes. O recurso está presente na versão Slim do PlayStation 3, permitindo que o controle remoto de uma TV Bravia possa interagir com as funcionalidades multimídia do console. Requer conexão HDMI para funcionar.

Build: conota o versionamento das funcionalidades de um game (ou qualquer outro software) à medida que ele é produzido. Usado frequentemente como um sinônimo de “versão”.

Bundle: nome dado à prática de comércio que procura incluir itens de brinde juntamente com o produto principal, aumentando a atratividade. Muito usado em consoles de video games, que incluem um ou mais jogos na mesma caixa do hardware.

Cheater (Xiter): jogador que utiliza algum tipo de artifício para obter vantagem durante um game, por meio de códigos de trapaça (“cheat codes”) ou utilizando softwares externos.

Co-op: característica de games para vários jogadores (multiplayer) em que os participantes precisam cooperar entre si para poder avançar no jogo. Geralmente, os adversários são personagens controlados por computador em vez de outros jogadores humanos.

Dashboard: nome dado ao sistema de menus no sistema operacional do Xbox 360.

Developer: desenvolvedores de software especializados na produção de jogos eletrônicos. São responsáveis pelo processo de concepção, codificação, design e teste dos games. Geralmente, são afiliados a uma distribuidora ou ao próprio fabricante dos consoles. Ex: Infinity Ward, com a franquia Call of Duty, e RareWare, com a franquia Donkey Kong que pertence à Nintendo.

DLC: acrônimo de “downloadable content” (“conteúdo para download”). Conteúdo adicional para jogos vendidos e distribuídos pela internet.

Dreamcast: console de sexta geração lançado pela Sega em 1998. Foi o sucessor do Sega Saturn. Não teve o sucesso de vendas esperado e acabou descontinuado em 2006.

Dual Shock: nome dado aos controles do PlayStation, PlayStation 2 e PlayStation 3. Lançado como uma versão melhorada do controle original no PlayStation em 1999, adicionando a ele as funcionalidades de vibração e os dois direcionais analógicos.

Dungeon: locais isolados do ambiente principal em um game que podem ser explorados pelo jogador. Frequentemente, dungeons oferecem mais perigos do que a área principal e escondem recompensas mais valiosas. O termo vem dos “calabouços” dos jogos de RPG.

DVD: acrônimo de “Digital Versatile Disc” (Disco Versátil Digital). Disco de armazenamento digital em mídia ótica com 4,7 GB de espaço na versão de uma camada e 8,5 GB na de duas camadas (dual-layer). É o formato principal para os jogos do Xbox, Xbox 360 e PlayStation 2.

Engine: software com a base de gerenciamento núcleo usado no desenvolvimento de jogos. Tem como propósito isolar as funcionalidades genéricas mais complexas nos games, como a física, iluminação e comportamento computacional, permitindo que o mesmo “motor” seja usado como base em vários títulos diferentes.

Um exemplo é a Unreal Engine, que já serviu de base para jogos como Gears of War, Batman Arkham City e Bioshock, além do próprio Unreal Tournament 3.

ESRB (Entertainment Software Rating Board): instituição que avalia e regulamenta jogos eletrônicos na América o Norte. Depois de passar pelos testes da ESRB, os games recebem um selo na embalagem que simboliza a qual faixa etária ele é apropriado, de acordo com a maturidade do conteúdo apresentado ao jogador. As instituições PEGI, CERO, USK OFLC e GRB são suas equivalentes em outras regiões do mundo.

EULA (End User License Agreement): sigla de “Acordo de Licenciamento ao Usuário Final”. É um documento que especifica as condições e limitações implicadas ao uso de um software ou jogo eletrônico. Geralmente, é apresentado ao usuário no momento da instalação ou antes da primeira execução de um game.

Exploit: termo que denomina uma abertura ou falha de segurança de um software ou hardware que pode ser explorada por hackers. Quase sempre, um “exploit” é estudado com a intenção de se modificar algo, como permitir que o console rode uma cópia irregular do jogo.

Eye Toy: acessório para o PlayStation 2 que possibilita a captura de vídeo através de uma câmera. Usada para interação em alguns jogos específicos, como o Eye Toy: Play, além de adicionar novas funcionalidades a outros, como no The Sims 2.

Famicon: primeira versão do Nintendo Entertainment System (NES), lançado exclusivamente no Japão, em 1983.

Fat: (ou “Phat”) é o termo não oficial usado para denominar as versões primárias de consoles que, posteriormente, foram relançados em versões menores (Slim).

First Party Game: denomina os títulos produzidos pela própria fabricante do console. Exemplo: os games do Mario, que são desenvolvidos pela própria Nintendo.

Force Feedback: funcionalidade de periféricos de video game que permite que o usuário sinta a experiência transmitida através do tato, quase sempre com vibrações. Usado em controles de uso geral e em periféricos mais específicos, como volantes de corrida.

FPS (First Person Shooter): define os games que têm como principal característica uma interface parecida com a humana, em que o jogador tem a visão em primeira pessoa e, quase sempre, empunha uma ou mais armas de fogo. Ficou imortalizada depois do game Doom, em 1993.

Friend Code: código de usuário usado na rede Nintendo Wi-Fi Connection para autenticar os jogadores, além de permitir a criação de listas de amigos específicas para cada game.

Game Boy: video game portátil lançado pela Nintendo em 1989. Considerado um dos maiores sucessos de vendas para um console até hoje.

Game Boy Advance: console portátil que sucedeu o Game Boy Color em 2001. Além de ser menor, ele tinha capacidade gráfica aprimorada, sendo considerado um dos melhores consoles com gráficos exclusivamente bidimensionais (2D).

Game Boy Color: sucessor do Game Boy, lançado em 1998. Entre as inovações, está a tela colorida ligeiramente maior e a possibilidade de conexão com outros jogadores, além de ter o tamanho reduzido.

Game Cube (NGC): console de sexta geração lançado pela Nintendo em 2002, concorrendo com o PlayStation 2 e o Xbox. Foi o primeiro video game da empresa a usar mídias óticas em vez de cartuchos. Deixou de ser produzido em 2007.

Game Link: cabo de transmissão de dados usado pela Nintendo na família de consoles Game Boy. Permitia a comunicação entre os consoles para jogabilidade multiplayer.

GDC / E3 / GC / TGS / CES: grandes eventos que reúnem vários desenvolvedores, distribuidores e fabricantes da indústria do video game. Revelações de grandes títulos e outras novidades geralmente acontecem nesses eventos.

Glitch: falha, ou “bug” encontrado em algum aspecto de um game.

Gold (has gone Gold): termo utilizado para games que chegaram perto do fim do desenvolvimento, com um possível lançamento iminente.

GOTY (Game of The Year Edition): versões especiais de games que receberam o título de “Jogo do Ano”. Quase sempre, versões GOTY incluem conteúdos adicionais não disponíveis nas versões do primeiro lançamento.

Guild: grupo de profissionais de uma mesma área ou facção que compartilham recursos e missões entre si. Guilds quase sempre estão presentes em jogos RPG.

Hype: expectativa que antecede a chegada de um jogo. Games aguardados fortemente por muitos gamers e críticos costumam receber um grande "hype", que envolve anúncios, relatos, especulações e boatos.

IGA (In Game Advertising): anúncios publicitários feitos dentro de games. Outdoors virtuais posicionados no cenário ou empresas e produtos reais inseridas na história fictícia servem esse fim.

Indie: games que foram produzidos de forma independente, que não receberam o apoio de uma distribuidora para serem desenvolvidos e vendidos.

IP (Intelectual Property): denota a propriedade intelectual de uma determinada empresa.

ISP (Internet Service Provider): empresa especializada em disponibilizar links de comunicação com a internet.

JoyPad: termo usado para os controles de video game com propósito versátil. Diferencia-se do Joystick por ter vários botões e pelo posicionamento da mão do usuário, que segura uma base em vez de uma haste (“stick”). Também denomina os controles genéricos de games para PC.

Joystick: controle de vídeo game caracterizado por uma haste direcional acompanhada de um ou mais botões. Está presente em máquinas de arcade e em consoles mais antigos, como no Atari 2600.

Kinect: acessório para o XBOX 360 lançado em 2010. Adicionou ao console funcionalidades orientadas à captura de vídeo, movimento e voz. Compatível com as duas versões do video game.

Lag: termo que denomina o atraso na resposta que prejudica a fluidez de um game, seja por insuficiência de hardware ou por problemas na conexão de rede sendo usada durante o jogo.

Mega Drive: versão brasileira do Sega Genesis, o console de quarta geração lançado pela Sega em 1990.

Memory Card: acessório utilizado por vários consoles como uma unidade de armazenamento removível, permitindo que o progresso nos jogos possa ser salvo.

Microsoft: empresa especializada em sistemas operacionais para PCs que entrou na indústria dos games em 2001, com o console Xbox. Está entre as três maiores fabricantes de consoles da atualidade.

MMO (Massive Multiplayer Online): games que tem como principal característica a jogabilidade online entre centenas, e até milhares, de jogadores. Exemplo: World of Warcraft, Eve Online e Second Life.

MMORPG (Massive Multiplayer Online RPG): games multiplayer online com suporte a muitos jogadores e com a jogabilidade focada ao RPG.

Modem NA (Network Adpter): adaptador de rede vendido separadamente como um acessório em consoles sem essa funcionalidade. Foi usado no PlayStation 2 e Nintendo Game Cube.

Motion Controller: controle de vídeo game que trás algum tipo de funcionalidade baseada na captura de movimentos. Presente no Nintendo Wii, PlayStation Move e no Kinect.

Multiplayer: modo de jogo em que dois ou mais jogadores interagem entre si, seja competindo ou cooperando.

N64 (Nintendo 64): console de quinta geração lançado pela Nintendo em 1996. Destacou-se pela alta aderência aos recém-adotados jogos tridimensionais.

NES (Nintendo Entertainment System): primeiro console lançado pela Nintendo no mercado ocidental, em 1985. Ficou imortalizado por trazer aos video games caseiros o conceito de Side Scroling e jogos de plataforma, além de ser a “casa” dos primeiros Mario, Zelda e Metroid.

NGP (Next Generation Portable): codinome usado pela Sony para denominar o sucessor do PSP durante o desenvolvimento. Posteriormente, o nome oficial passou a ser PlayStation Vita.

Nintendo: fundada em 1889 em Kyoto, no Japão, a Nintendo passou de uma empresa que produzia jogos de carta e tabuleiro para o público infantil para um dos maiores nomes na indústria do entretenimento eletrônico. Alguns personagens criados por ela, como o Mario e o Link (do Zelda) são reconhecidos como ícones do video game até hoje.

Nintendo 3DS: console portátil que sucedeu o Nintendo DS. É reconhecido como o primeiro video game a trazer as imagens 3D estereoscópicas sem óculos ao mundo dos games.

Nintendo DS: console portátil que sucedeu o Game Boy Advance. Sua principal característica é o uso de duas telas simultaneamente, sendo que uma delas é sensível ao toque.

Nintendo DS Lite: uma versão menor e mais leve do Nintendo DS, lançado em 2006. Sua tela possui brilho aprimorado, que contribui para aumentar a duração da bateria.

Nintendo DSi: sucedeu o Nintendo DS Lite em 2009. Além de ter processador, memória RAM e armazenamento interno expandidos, o DSi também tinha duas novas câmeras de video e slot de expansão para cartão SD.

Nintendo DSi XL: a quarta versão do Nintendo DS lançado em 2009. Similar ao DSi em todos os aspectos, exceto pela tela que passou de 3,25 para 4,2 polegadas. O “XL” vem de “eXtra Large”.

Nintendo Wii: console de sétima geração lançado pela Nintendo em 2006. Diferente dos concorrentes, o desenvolvimento do Wii foi focado mais no aprimoramento da jogabilidade do que na “guerra de gráficos”. É o primeiro console a suportar controles com sensores de movimento nativamente, sem adição de acessórios.

Noob: termo informal atribuído a jogadores que são considerados iniciantes em um game e, por esse motivo, ainda não dominam as particularidades do jogo.

NPC (Non Playing Character): nome dado aos personagens não jogáveis encontrados nos games. Distingue-se de simples “minions” por ter atributos e comportamentos parecidos com os dos personagens controlados pelo jogador.

Origin: plataforma de distribuição de jogos online mantida pela EA Games. Diferente do Steam, apenas jogos distribuídos pela Electronic Arts estão à venda na loja virtual.

Ping: ferramenta administrativa que detecta a disponibilidade de um host na rede. Nos games, o termo denomina o tempo de resposta entre dois ou mais consoles (ou PCs). O tempo é medido em milissegundos e, quanto maior o número, mas prejudicada fica a jogabilidade.

Platform (jogo de plataforma): gênero de game caracterizado pela necessidade de se superar obstáculos fazendo o personagem saltar entre várias plataformas. Tornou-se um dos gêneros mais populares da indústria graças ao designer Shigeru Miyamoto, com o primeiro jogo do Mario.

PlayStation (PS): primeiro console da Sony lançado em 1994. Destacou-se por usar discos compactos em vez de cartuchos, aumentando muito o espaço de armazenamento disponível para os jogos, além de ter introduzido um leitor de CDs de músicas na época em que a tecnologia ainda era uma novidade.

PlayStation 2 (PS2): sucessor do primeiro PlayStation, lançado em 2000. Não só foi console de sexta geração de maior sucesso, mas também o video game mais vendido da história. Assim como o PlayStation, o PS2 tinha o atrativo de também poder tocar filmes em DVD no tempo em que o novo formato estava sendo adotado.

PlayStation 3 (PS3): sucedeu o PlayStation 2 em 2006. Suas principais inovações são os gráficos de alta definição nativos, a introdução da rede PlayStation Network e o uso dos discos de Blu-ray como mídia primária para os jogos.

PlayStation Move: kit de acessórios para o PlayStation 3 que adiciona controles com captura de movimento para console. Similarmente ao Wii, o jogador pode usar um ou ambos os controles manuais simultaneamente, dependendo da necessidade de cada jogo. A câmera do kit também pode detectar a distância entre o controle e o monitor.

PlayStation Network (PSN): plataforma online com serviços de partidas multiplayer e distribuição de conteúdo virtual para os consoles da Sony. Foi introduzida juntamente com o PlayStation 3.

PlayStation One (PSOne): versão menor (ou “slim”) do primeiro PlayStation. Um acessório que servia como uma tela LCD portátil também foi apresentada no lançamento, em 2007.

PlayStation Portable (PSP): console portátil lançado pela Sony em 2004.

PlayStation Store: loja vitual de jogos e aplicativos usados pelo PlayStation 3 e pelo PSP. É parte integrante da rede PlayStation Network.

PlayStation Vita: console portátil da Sony com o seu lançamento programado para 2012. Usou o nome de “NGP” durante o seu desenvolvimento e é conhecido como o sucessor do PSP.

Prequel: definição dada a games, filmes e outras obras que usam uma narrativa temporal anterior à outra já existente. Exemplo: o game “Metal Gear Solid 3: Snake Eater” é um “prequel” do Metal Gear Solid lançado para primeiro PlayStation.

PSX: dispositivo de central multimídia baseado no console PlayStation 2. Foi lançado somente no Japão e obteve pouco sucesso devido ao alto preço. O nome é erroneamente usado para denominar o PlayStation. Foi o primeiro dispositivo a utilizar a interface XMB.

Publisher: empresa que distribui jogos produzidos por outros desenvolvedores terceirizados (developers) ou por ela mesma. Exemplo: Activision Blizzard, que distribui jogos próprios, como a franquia Warcraft, além de comercializar games de muitas outras empresas.

Puzzle: gênero de jogo focado na resolução de problemas lógicos. O termo também é utilizado para definir situações similares encontradas em games que não tem o “puzzle” como gênero primário.

Redeem Code: código de acesso utilizado para autenticar e disponibilizar o conteúdo digital ao usuário que o adquiriu. Utilizado na PlayStation Store.

Remake: nome dados aos games produzidos em forma de atualização tecnológica de outro jogo mais antigo. Exemplo: Resident Evil Remake, uma versão do primeiro Resident Evil refeita para o Nintendo Game Cube.

Retail: versões de games vendidos individualmente em mídias físicas. Termo usado para diferenciar o jogo físico da sua contraparte disponível em lojas virtuais. Traduzido como “varejo”.

Mass Effect: Um dos games de RPGs contemporâneos (Fonte da imagem: Divulgação/Bioware)

RPG: no mundo dos games, RPG denomina os jogos que têm em sua essência as mesmas características do jogo de mesa com o mesmo nome. Em suma, jogos de RPG desenvolvem uma história principal ao mesmo tempo em que explora a evolução de um ou mais personagens. Atributos quantitativos, equipamentos, quests e inventários também são características-chave de um RPG.

RTS (Real Time Strategy): gênero de jogo com a jogabilidade centrada em comandos táticos e econômicos dados a varias unidade de uma facção. Exemplo: jogos da franquia Command and Conquer, Age of Empires e Star Craft.

Rumble Pack: acessório para Nintendo 64 que adicionava funcionalidades de Force Feedback ao controle, fazendo o periférico vibrar dependendo das ações realizadas durante o jogo.

Rushar: ato de se antecipar ao seu adversário e executar táticas ofensivas antes do momento esperado. Usado principalmente em jogos RTS.

SCE (Sony Computer Entertainment): divisão dedicada ao desenvolvimento, marketing, distribuição e ao suporte para todos os produtos de entretenimento eletrônico da Sony. Marcas como PlayStation, Uncharted e God of War são propriedades da SCE.

SDK (Software Development Kit): pacote com as ferramentas de desenvolvimento necessárias para se produzir softwares de uma natureza específica.

Second Party: empresa de desenvolvimento de jogos afiliada diretamente a um fabricante. Exemplo: Bungie (produtora dos jogos Halo), afiliada à Microsoft.

SEGA: empresa japonesa que entrou para o mercado de entretenimento eletrônico em 1983, competido com outras empresas como Atari e Nintendo. Uma reestruturação organizacional fez com que a SEGA deixasse de produzir hardware em 2001, focando apenas em software.

SEGA Genesis: console de quarta geração lançado pela SEGA em 1989. Foi o maior concorrente do NES e do Super Nintendo durante os anos em que estava em produção. Considerado “casa” do personagem mais famoso da empresa: Sonic. Foi comercializado no Brasil com o nome de Mega Drive.

Sequel: game que foi produzido como uma sequência da narrativa já vista em outro jogo anterior.

Shoot-´em-up: gênero com a jogabilidade centrada em atirar e destruir inimigos numerosos que aparecem na tela, ao mesmo tempo em que se evita ser atingido. Geralmente, o cenário se move de cima para baixo. Muito utilizado em jogos de naves espaciais.

Side Scrolling: conceito empregado em games que possuem um cenário não estático que se movimenta por completo à medida que o personagem avança.

Sixaxis: primeira versão do controle sem fio do PlayStation 3. Foi substituído pelo atual Dual Shock 3 que, diferente dele, incorpora as funcionalidades de vibração.

Slim: nome dado a versão menor e mais aprimorada de um console que já havia sido lançado anteriormente.

Sony: gigante japonesa do setor de eletrônicos e eletrodomésticos que entrou para indústria dos games em 1994, com a plataforma PlayStation. Desde então, ela mantém o posto de uma das três maiores fabricantes de consoles.

Steam: plataforma de distribuição online de jogos criada e mantida pela Valve. Atualmente, é a maior loja do segmento, com mais de 1300 games disponíveis e 35 milhões de usuários registrados.

Super Nintendo (SNES): console de quarta geração lançado pela Nintendo em 1991. Sucedeu o Nintendo Entertainment System e é considerado um dos consoles de maior sucesso já produzidos.

TecToy: empresa brasileira que produz e distribui edições brasileiras de video games da japonesa SEGA. Também comercializou o Zeebo, console com conexão 3G desenvolvido inteiramente pela TecToy.

Third Party: desenvolvedoras de games que não possuem vínculo empresarial com o fabricante do console.

Third Person Shooter (Tiro em Terceira Pessoa): gênero caracterizado pela visão relativamente distante posicionada atrás do personagem sendo controlado. Exemplo: games da franquia Tomb Raider e Uncharted.

Upar: ato de desenvolver as habilidades de um personagem em games de RPG.

Varporware: termo que descreve games (e outros softwares) que entraram em fase de desenvolvimento e nunca foram terminados, mas, mesmo assim, não tiveram o seu cancelamento anunciado. Exemplo: “Star Craft: Ghost”, revelado em 2002.

Wii Mote: controle principal usado no Nintendo Wii. Assemelha-se a um controle remoto e incorpora funcionalidades de captura de movimentos, além de botões comuns.

Wii Nunchuck: controle secundário do Nintendo Wii. É usado principalmente como um auxiliar que contem o direcional analógico, mas também tem sensores de movimentos.

XBMC (Xbox Media Center): aplicativo de controle e interface de entretenimento multimídia utilizada no primeiro Xbox. Depois do lançamento do Xbox 360, o XBMC teve seu código fonte aberto e tem sido desenvolvido como um Media Center alternativo para o Mac, PC e Linux.

Xbox: console de sexta geração lançado pela Microsoft em 2001, concorrendo diretamente com o PlayStation 2 e o Nintendo Game Cube. Destacava-se pelo disco de armazenamento interno e pela recém-criada Xbox Live.

XBOX 360: console da Microsoft que sucedeu o Xbox em 2005. Entre as inovações, está o suporte a gráficos em alta definição e a consolidação da plataforma Xbox Live. Suas funcionalidades foram expandidas com o Kinect, acessório de captura de movimentos lançado posteriormente.

XBOX Live: plataforma online mantida pela Microsoft para distribuição de games e outros conteúdos. Além de ser parte integrante dos consoles Xbox, a Live, como é chamada, também estará presente nas versões futuras dos sistemas operacionais para PCs e portáteis.

XMB (XrossMediaBar): nome dado à interface visual utilizada nos consoles modernos da Sony, como o PS3 e PSP. Outros aparelhos da empresa também usam o XMB, como as HDTVs Bravia, notebooks Vaio e dispositivos Walkman. Foi apresentado pela primeira vez no PSX.

Zeebo: console produzido e comercializado pela TecToy no Brasil e em outros países emergentes. Possui gráficos comparáveis aos do primeiro PlayStation e seus jogos eram distribuídos exclusivamente pela Zeebo Net, a rede 3G sem fio utilizada pelo console. Foi descontinuado no Brasil em 2011.








PEQUENO MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA A VIDA - PARTE 22



500 sugestões, observações e lembretes para se levar uma vida boa e gratificante.

# 106 - NUM ALMOÇO OU JANTAR DE NEGÓCIOS, NUNCA PEÇA MAIS QUE UM DRINQUE OU DE UM COPO DE VINHO. SE NINGUÉM ESTIVER BEBENDO, NÃO BEBA TAMBÉM.

# 107 - APRENDA A DIRIGIR UM CARRO HIDRAMÁTICO.

# 108 - PASSE REQUEIJÃO CREMOSO EM BISCOITOS CREME CRACKER, SE TIVER FOME NO MEIO DA NOITE.

# 109 - NUNCA DIGA BLASFÊMIAS.

# 110 - NUNCA DISCUTA COM POLICIAIS E DIRIJA-SE A ELES RESPEITOSAMENTE.










Postado por Jonny Boy
quarta-feira, 23 de maio de 2012 às 11:00 | 4 milhões de comentários


"A CORRIDA PARA A EXCELÊNCIA NÃO TEM LINHA DE CHEGADA!"


EU QUERO E DIGO



O coração diz: te amo; as circunstâncias dizem: não posso.

O amor diz: preciso de você; e a magoa diz: ela não merece.

O coração diz: te amo; e a razão pergunta: por quê?

O meu olhar te chama, o silêncio te afasta. Fecho os olhos e sinto-a aqui, e quando olho você não está.

Quero tocá-la, mas sinto somente o vazio; quero beijá-la, mas engulo em seco esse desejo; quero ouvir tua voz, mas só ouço o grito do silêncio; quero chamá-la, mas a solidão me cala; quero você com todos os defeitos, apesar de todas as mágoas o coração diz: procure-a.

O medo fala: não faça isso.

A esperança grita: acalme-se; mas o momento diz: basta...

A sua presença é o meu maior desejo e sua ausência é a minha maior dor, volte logo e me dê uma chance!!!

Eu quero e digo: TE AMO!!!







PANCRÁCIA



Era uma vez uma dama, que tinha uma criada meia-zaranza e papa-moscas, que não fazia nada com jeito.

Chamava-se a criada Pancrácia. Um dia, a dama teve de ausentar-se de casa por uns tempos e de deixar tudo aos cuidados da Pancrácia. Antes de sair, recomendou-lhe:

– Enquanto eu estiver fora, vê bem como cuidas dos meus haveres. A qualquer um, que te apareça, diz sempre "Não". Está bem?
– Não – respondeu a criada, muito obediente.

A dama percebeu que o recado estava aprendido e saiu mais descansada.

Dias depois, bateram à porta de casa. Era ou fazia de conta que era um mendigo.

– Senhora, dê-me resguardo, que está muito frio cá fora...
– Não – disse a criada.
– E uma sopinha quente, para comer aqui, mesmo à soleira?
– Não – disse a criada.
– Nem uma esmolinha de uns tostões poucos?
– Não – disse a criada.

Aqui o mendigo começou a perceber que aquele "não" era de encomenda. Por isso, resolveu virar as perguntas do avesso:

– Então a senhora consente que eu enregele de frio, cá fora?
– Não.
– Então a senhora recusa-se a dar-me de jantar?
– Não.
– Então a senhora importa-se que eu dê uma volta pela casa?
– Não.

E assim o falso mendigo foi conseguindo os seus intentos.

– Não faz mal que eu meta para o saco algumas lembranças desta minha visita, pois não?
– Não.

O larápio levou o que quis e a Pancrácia ajudou.

Quando a dama regressou de viagem e viu a casa roubada, desesperou-se:

– Ó mulher, tu não te importaste que me levassem tudo o que levaram?
– Não – respondeu, muito bem ensinada, a Pancrácia.







ENTRE OS TRAUMAS TÍPICOS



Vale fazer uma pequena retrospectiva!

- Descobrir que Vovó Mafalda era homem;

- A música do plantão da Rede Globo. Realmente é assustadora;

- Acreditar na sua mãe quando ela dizia que era veneno aquele líquido preto das mini-garrafinhas dos mini-egradados de Cola-Cola;

- Engasgar com a bala Soft e achar que vai morrer;

- Engolir chiclete era morte certa;

- Brincar com fogo faz com que você faça xixi na cama;

- Achar que dentro do boneco do Fofão havia uma faca ensanguentada e uma série de artefatos de magia negra, e que ele tinha pacto com o diabo;

- Nunca ganhar a Casa da Barbie;

- A aterrorizante Loira do Banheiro;

- Medo da Cuca te pegar;

- Coca-Cola com ossos de um operário morto num caldeirão de preparo;

- Descobrir que o Papai Noel é seu tio ou seu pai;

- Aquela voz sinistra que dizia, no final do programa do Sílvio Santos: "E um dia poderemos nos encontrar, e eu te chamarei de meu filho", com a imagem de Cristo;

- Nunca ter visto a cara da Babá dos Muppets Babies;

- Esperar toda a vida pelo último episódio de Caverna do Dragão e descobrir que ele não existe.







MAGIC: THE GATHERING PAPER CRAFT DECK BOX



DECK BOX FILES



EXTRA COVERS PACK 1




CONSELHO DE MÃE



A garota vai à primeira festa de sua vida e, com medo dos avanços dos rapazes, pede conselho à mãe:

- Se os rapazes começarem a insistir muito, minha filha, pergunta que nome vão dar à criança. Isso vai fazer com que eles desistam.

Assim foi, no meio de uma dança um carioca diz:

- Vamos para o jardim atrás da piscina, garota?

Ela vai, mas quando o moço quer avançar ela pergunta:

- Que nome vamos dar à criança?

O carioca olha com surpresa, diz que se esqueceu a carteira no bar e sai de fininho. Uma hora mais tarde repete se a cena com um paulista. Igualzinho, quando ela pergunta: qual será o nome do filho, ele fica de pés frios e vai-se embora.

Mais tarde, chega um cabra da peste. Vai com ela para o jardim. Começa com beijinho aqui, beijinho ali...

Ela pergunta:

- Que nome vamos dar à criança?

Ele continua e abre o vestido dela.

- Que nome vamos dar à criança?

Ele tira o vestido dela e a sua calcinha.

- Que nome... ahhh... vamos dar... ahhhh... à criança?
- Ah... Ahhhhhh... Ahhhhhhhhhhhhhhhh...
- Que nome vamos dar à criança?

Depois de acabarem, ela pergunta mais uma vez:

- Que nome vamos dar à criança?

Ele, triunfante, tira devagar o preservativo, levanta para o alto, dá um nó firme e diz:

- Se ele conseguir sair daqui, vai se chamar "Magaiver".








CLIQUE AQUI PARA JOGAR!













Um jogo on-line em flash que te faz perder um tempão e se divertir muito. Você tem que armar a estratégia correta para arrastar os caixotes ao lugar marcado sem ficar preso ou deixá-lo sem possibilidade de movimentação. Pense bem e divirta-se!


O DIVÓRCIO



Uma mulher é transferida para trabalhar em outra cidade. Depois de poucos dias, manda um telegrama ao marido que dizia:

"POR FAVOR ENVIE URGENTE DOCUMENTOS PARA O DIVÓRCIO, ENCONTREI UM COMPANHEIRO IDEAL. POSSUI AS MESMAS CARACTERÍSTICAS DO NOVO VECTRA DA CHEVROLET."

O marido desesperado corre a uma concessionária e pergunta ao vendedor quais as características do carro. O vendedor responde:

"É MAIS POTENTE, MAIS COMPRIDO, MAIS LARGO, MAIS RÁPIDO NA SUBIDA, MAIS BONITO E NÃO BEBE MUITO."

O marido compreende imediatamente o que sua esposa quis dizer.

Duas semanas depois, é ela que recebe um telegrama dizendo:

"MANDEI OS PAPÉIS DO DIVÓRCIO ASSINE RÁPIDO!!! ENCONTREI UMA COMPANHEIRA IDEAL, REÚNE TODAS AS QUALIDADES DA NOVA CHEROKEE."

Curiosa, a mulher vai a uma concessionária, e pergunta sobre o tal carro. O vendedor responde:

"É MAIS RESISTENTE, SUPORTA MAIS PESO, TEM LUBRIFICAÇÃO AUTOMÁTICA, A CARROCERIA É NOVA E MAIS ARREDONDADA, É MAIS BONITA E CONFORTÁVEL, POSSUI AIR-BAG, É MAIS SILENCIOSA, NÃO VAZA ÓLEO E ACEITA ENGATE NA TRASEIRA."






AS PESSOAS MAIS INTELIGENTEMENTE BURRAS DA TERRA - RADICAL 3




COMO CRIAR UMA HISTÓRIA ÉPICA








ATENÇÃO: PÔNEIS MALDIDOS VOLTAM A ATACAR



Para quem achava que já havia se livrado da maldição dos Pôneis...


OUT OF THIS WORLD


Esse jogo é a conta sobre um programador que é transportado para outro mundo, e lá ele deve achar um jeito de se salvar. São 13 fases de muita dificuldade, pois há vários problemas que você deve resolver durante o jogo. Você conta com uma pistola alien e a ajuda de um alien que estava preso. Out Of This World foi um dos jogos que marcaram época, juntamente com Prince of Persia, por ser um jogo bastante desafiador e cheio de problemas que devem ser solucionados para que se possa ficar vivo.

Informações:

Fabricante: Delphine Software
Ano: 1991
Tamanho: 1,07 MB
Sistema: DOS
Atenção: leia a ajuda do DosBox para aprender como jogar!









AS PESSOAS MAIS INTELIGENTEMENTE BURRAS DA TERRA 10



CERTIFICADO DE AMIZADE



Se eu pudesse agarrar um arco-íris

Eu o pegaria só para você

E compartilharia com você a sua beleza

Nos dias em que você se sentisse triste

Se eu pudesse construir uma montanha

Você poderia chamá-la de só sua

Um lugar para encontrar serenidade

Um lugar para estar sozinho

Se eu pudesse pegar seus problemas

Eu os jogaria no mar

Mas todas estas coisas em que eu estou pensando

São impossíveis para mim

Eu não posso construir uma montanha

Ou pegar um belo arco-íris

Mas deixe-me ser o que eu sei de melhor

Um amigo que está sempre por perto









VINGADORES: OS MAIORES HERÓIS DA TERRA - PARTE 1


Origem: criados por Stan Lee (roteiro) e Jack Kirby (arte), os Vingadores reuniam os heróis mais populares da Marvel numa mesma revista e foram a resposta da editora ao grande sucesso que a concorrência DC Comics alcançou com a Liga da Justiça. Na primeira história do grupo, Loki, o Deus da Trapaça, arma um plano contra Thor, seu irmão adotivo. A ideia era jogar o Deus do Trovão contra o Hulk, mas o Homem de Ferro, o Homem-Formiga e a Vespa acabam se envolvendo na parada. No fim, a armação de Loki é revelada e todos se unem para vencer o vilão. Ao final da aventura, o Homem-Formiga dá a ideia de formar um grupo e sua namorada (que depois viria a ser esposa), a Vespa, sugere o nome Vingadores.


Barracos: os Vingadores são famosos pelas mudanças na equipe e pelos desentendimentos entre seus membros, que muitas vezes resolvem suas diferenças no braço. Na segunda aventura do grupo, o Hulk foi expluso e, no número seguinte, voltou para socar seus ex-parceiros. A maior dessas rixas foi de 2006 a 2007, quando o Universo Marvel foi estremecido pela Guerra Civil, um evento que dividiu os super-heróis da editora entre pró e contra o governo americano. Na trama, Homem de Ferro e Capitão América assumem a liderança de cada "exército" e causam uma verdadeira guerra de uniformizados.


Mansão dos Vingadores: localizada na Quinta Avenida de Nova York, foi doada pelo milionário Tony Stark (alter ego do Homem de Ferro) à equipe. Mistura de base de operações e hotel, oferece quartos confortáveis, centro de treinamento, laboratórios de última geração e uma baita piscina. No comando das fundações domésticas está o mordomo Edwin Jarvis, um fiel empregado de Tony. A mansão já foi detonada algumas vezes e os heróis tiveram outras bases. Mas a velha sede foi reconstruída e voltou a aparecer recentemente.


Animações: a superequipe já teve três séries animadas produzidas para a televisão, em 1999, 2000 e 2010. Vingadores - Os Super-Heróis mais Poderosos da Terra é a mais recente. Sucesso entre o público jovem e os fãs mais antigos do grupo, a segunda temporada tem previsão de estreia no Brasil no primeiro semestre de 2012 pelo canal Disney XD.


Games: gamers veteranos se lembram de Captain American And The Avengers, para arcades, lançado pela Data East em 1991 e adaptado para outras plataformas. Era preciso vencer vários capangas para chegar aos vilões que eram os chefes das fases. Dava para escolher entre o Homem de Ferro, Capitão América, Visão e Gavião Arqueiro.


Filmes: com o lançamento em maio deste ano, o filme Os Vingadores, dos estúdios Marvel, que pertencem à Walt Disney, somou estimados 55,1 milhões de dólares nas bilheterias dos Estados Unidos e no Canadá, e manteve o primeiro lugar pelo terceiro fim de semana seguido. Sendo o ponto mais alto do projeto cinematográfico da Marvel, que, desde o primeiro Homem de Ferro, tem ligado seus longas-metragens uns aos outros - um formato semelhante ao usado nas histórias em quadrinhos. A superprodução reuniu todos os astros de seus filmes anteriores, com exceção de Edward Norton, que não volta para o papel de Bruce Banner, o alter ego do Hulk. Na direção está o versátil Joss Whedon, que tem trabalhos nos quadrinhos (X-Men), séries de TV (Buffy, a Caça-Vampiros) e cinema (Serenity).

Observação: Nick Fury, vivido por Samuel L. Jackson na telona, tem duas versões nos gibis. Mas só é negro (e bem parecido o ator) no universo Ultimate, que começou em 2000.


Action-Figures: a Hasbro tem sido a parceira da Marvel na produção das action-figures (ou figuras de ação) de seus filmes. E o lançamento mais recente é a coleção Avengers, inspirada nos atores do filme. Como é comum, para atrair os fãs, alguns bonecos apresentam uniformes e acessórios que não têm nenhuma relação com o filme.


Histórias Imperdíveis:

Guerra Kree-Skrull (Kree-Skrull War) - 1971 / 1972
Os Supremos - Volume I (The Ultimate) - 2002
Vingadores - A Queda (Avengers Disassembled) - 2004 / 2005
Novos Vingadores (New Avengers) - 2005







PARTOBA 11



CONTOS ERÓTICOS - PARTE 1










UMA BOA IDEIA


Uma boa ideia deve ser sempre compartilhada, vocês não acham?









PEQUENO MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA A VIDA - PARTE 21



500 sugestões, observações e lembretes para se levar uma vida boa e gratificante.

# 101 - SÓ USE CARTÕES DE CRÉDITO PARA CONVENIÊNCIA, NUNCA PARA CRÉDITO.

# 102 - DÊ UMA BOA CAMINHADA, MEIA HORA POR DIA.

# 103 - OFEREÇA-SE UMA BOA MASSAGEM NO SEU ANIVERSÁRIO.

# 104 - NUNCA TRAPACEIE.

# 105 - SORRIA MUITO. NÃO CUSTA NADA – E NÃO TEM PREÇO.










Postado por Jonny Boy
Visit the Site